Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
SUSANA BACA

SUSANA BACA

Música & Festivais | Concerto

Convento São Francisco

ANTIGA IGREJA
Classificação Etária
Maiores de 6 anos
Bilhete Pago
A partir dos 3 anos
2018
mai
26
Realizado

Duração

80 minutos

Abertura Portas

21:00

Intervalo

Sem Intervalo.

Promotor

Câmara Municipal de Coimbra

Breve Introdução

M.ponto - "lugar" a vozes femininas que marcaram a cultura e que se distinguiram não só como voz, mas como embaixadoras das suas culturas e valores.
Maio é o mês em que apresentamos a primeira destas vozes de mulheres com M.ponto

Sinopse

Susana Baca é muito mais do que uma grande cantora, disse um crítico. É uma das últimas divas da música latino americana. Compositora. Cantora dos grandes poetas da América Latina. Professora. Politica. Ministra da Cultura do Peru. Presidente da Comissão de Cultura da Organização dos Estados Americanos. Investigadora e historiadora. Uma das grandes responsáveis pelo estudo e divulgação das raízes da música afro peruana e pelo seu reconhecimento mundial. Fundadora do Centro Negrocontinuo, em Lima, que tem por objetivo a recolha, preservação, ensino e criação da cultura afro peruana. Vencedora de dois prémios Grammy. O primeiro, em 2002, pelo disco Lamento Negro. O segundo, em 2011, pela canção Latinoamerica em colaboração com o grupo de rap alternativo Calle 13 (Porto Rico). Distinguida com a Ordem de Mérito pela República do Peru, e com a Ordem das Artes e Letras pela Republica Francesa. Este ano, recebeu em Nova Iorque o Lifetime Achievement Award pelo seu trabalho e o Prémio Nacional de Cultura no Perú.

Ficha Artística

Susana Baca (voz)
Hugo Bravo (percussão)
Oscar Huaranga (contrabaixo)
Hector Purizaga (piano)

Notas Suplementares

Susana Baca
Nasceu na Cidade de Lima, e passou parte da sua infância no distrito de Chorrillos, de que guarda as melhores das recordações. Desde muito cedo, viveu rodeada de música: o seu pai era guitarrista, sua mãe bailarina, as suas tias cantavam ao melhor estilo Aretha Franklin, e os seus primos foram os criadores do grupo Peru Negro. Todos lhe deram a força e impulso necessários para que Susana se dedicasse, em pleno, à música.

Iniciou os seus estudos de música e formou um grupo de música experimental, que combinava música com poesia local. Ganhou duas bolsas uma do Instituto de Arte Moderna do Peru e outra do Instituto Nacional de Cultura Peruana para investigar as raízes da música tradicional do Peru. Nesta altura recebeu ainda um prémio de interpretação e composição no primeiro Festival Internacional de Agua Dulce.
Estudou educação na Universidade Enrique Gruzmán y Valle, onde se graduou em 1968. Esta Universidade concedeu-lhe o titulo Honoris Causa em 2009.
Em 1995, a editora criada por David Byrne Luaka Bop surpreendia com a edição de um trabalho de compilação de Susana Baca onde se encontrava o tema Maria Lando, uma canção que levava impressa a voz e interpretação de quem, com o tempo, se converteria na principal referência da música afro peruana e uma das mais destacadas cantoras latino-americanas.
Porém, a carreira de Susana Baca não foi apenas impulsionada por David Byrne: Chabuca Granda, famosa cantora e compositora, foi outra das peças chave da sua carreira. A autora de Fina Estampa (tema imortalizado por Caetano Veloso) e La Flor de la Canela encontrou em Susana Baca a sua sucessora, a ponto de a ter contratado para seguir o seu trabalho.
Após a morte de Chabuca, Susana deu continuidade à tarefa da sua vida: estudar e recuperar o som do seu país. Juntamente com o seu marido Ricardo Pereira viajaram pela costa peruana recolhendo testemunhos e documentos dos afrodescendentes. O resultado desse trabalho de 11 anos é o livro Del Fuego e del agua, publicado em 1992. Três anos depois, o casal criou o Instituto Negrocontinuo.
O conhecimento e reconhecimento da poesia latino-americana foi sempre, também, um dos seus grandes objectivos. Susana Baca cantou e musicou poemas de Cesar Vallejo, Mario Benedetti, Pablo Neruda, Alejandro Romualdo e Arturo Corcuera entre outros.
Senhora de uma inesgotável energia em palco, prossegue uma carreira de alto prestigio conquistando públicos nas suas imensas digressões mundiais, derrubando fronteiras na comunhão da música afroperuana.

Informações Adicionais

Bilheteira do Convento São Francisco
Horário de Funcionamento: diariamente entre as 15h00 e as 20h00
Telefone: 239 857 191
Email: bilheteira@coimbraconvento.pt

Preços

 

Bilhete geral – 15€

Bilhete estudantes, =/<30 anos, =/> 65 anos e grupos =/>10 pessoas – 12€

Susana Baca y Javier Lazo - De los amores Camino

Partilhar

Serviços Adicionais

Veja ainda: